sábado, 19 de dezembro de 2009

"Não te quero mais"

Pratiquei durante dias,
horas a fio
em frente ao espelho
para não titubear
quando chegasse o momento:

nós dois
cara a cara
e, em vez da frase ensaiada,
sucumbo novamente
aos teus beijos magnéticos.

12 comentários:

J Alexandre Sartorelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J Alexandre Sartorelli disse...

Ótimo!
Poesia direta e no ponto
[]´s

Juliana disse...

Me identifiquei demais! rs

Raquel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raquel disse...

e eu aqui treinando pra falar isso...mas acho e espero queacoteça justamente o que diz o poema... =/

Andréa Amaral disse...

Amor caliente é assim...irresistible!

Yara Beatrice Jasmin Nin Poulain Black Mamba disse...

a poesia que, dos ensaios, sabe ser o melhor improviso...

Paula disse...

Quando se ama é assim mesmo...

Vim desejar-te um Santo e Feliz Natal para ti e para aqueles que mais amas.
Um abraço :)

Ariane Rodrigues disse...

Desejo ao poeta um Natal de Paz!

Marta disse...

Feliz Natal. Tudo de bom.

.Marrí Franco. disse...

Eduardo meu nobre,

vivo exatamente o momento citado nos teus versos. Ensaio e estou pronta! Te vejo (o meu amor)e toda certeza se desmancha...

Silvia Arrelaro disse...

Já que sucumbiste, a frase é que estava errada.
Nem adiantava ensaiar.

Belas palavras!
Um abraço.