segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Carta fora do baralho


Azar no jogo, sorte no amor.

Quem dera!

Onde posso trocar
minha dama de copas
por uma moça de carne e osso?












12 comentários:

luiz scalercio disse...

cara eu penso que quando vc tem estrela nao tem azar.

Juliana disse...

Fiquei feliz em saber que meus ultimos textos te emocionaram, nao podia ter melhor recompensa. Eu sei que nao tem muito a ver, mas eu lembrei de uma musica de tribalistas... "um ser humano eh o meu amor, de musculo, de carne e osso, pele e flor".
beijo, Edu.

Andréa Cavalieri disse...

Ela está por vir,
Já não podes vê-la?
Mora dentro de ti e basta um sopro do teu querer e ela revelarar-se do teu encantamento, assim só por magia!

A mais pura magia...

Muito lindo seu blog, virei sempre!

Marina disse...

Se isso fosse verdade, eu teria uma sorte enorme no amor...

Paula disse...

:)

Aмbзr Girℓ ⅞ disse...

troquei meu valete por um príncipe.

kkkk

muito bom seu poeminha. amei

Blog Suicide Virgin

Dani Santos disse...

ah, os encantos que por aqui se fazem. e nessas palavras abertas há toda a cor a olhar a si mesma. a buscar-se ali, onde nasce o vermelho que pulsa e nos tinge.
jogo da vida: "Um lance de dados jamais abolirá o acaso."(Mallarmé)

Abraços pra ti.

Marcel Angelo disse...

Isso me faz lembrar as horas inúteis que passei jogado paciência, me perguntado porque não estou lá, lá fora...

Simples e prático,bem pensado... Em suma,bem trabalhado.
Abraços.

isolano disse...

Sorrio...

Abraço

Magna Santos disse...

E cadê meu rei?
Beijo.
Magna

Sidarta disse...

Hehehe
Essa foi ótima, Edu!

Vou procurar um posto de troca por aqui tb! Abraço!

Meire disse...

Eu não ligo de perder em jogos, porque sempre me lembro desse ditado.
Tem dado certo.

:)