sábado, 9 de novembro de 2013

Das horas

Passei tanto tempo
correndo atrás do tempo,
quando dei um tempo
vi que o tempo
levou meu tempo,
deixou um temporal.



texto e fotografia: Eduardo Trindade

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Isto não te aconteceu só a ti. Parece-me que é uma doença colectiva.
Precisamos de acordar a tempo de pôr em dia o nosso tempo de fazer do tempo uma pausa para viver melhor.

Um abraço

Alice disse...

Mas há de vir bonança!

Saudade das valsas invisíveis!