sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Memórias a cores





Numa conversa com a Anitha (a moça da minha cartola mágica favorita), exploramos o assunto da pintura, especialmente o quando e como começar a pintar. Então eu prometi, e estou cumprindo agora, mostrar alguns trabalhos mais antigos.
Aqui estão quatro pinturas que ilustram um pouco a minha “evolução”. São todas de 2004, em papel, imediatamente antes de eu começar a me dedicar a telas e tinta acrílica – meu material preferido atualmente. Explorei desde uma imagem quase que completamente abstrata (o título da primeira é “Jardim”) até uma bem figurativa (a quarta delas é uma paisagem de Saquarema, no litoral fluminense); comecei com cores mais puras e depois fui me aventurando a misturá-las; e alternei imagens que tinha visto ao vivo com outras que descobri em meus sonhos.
E, lógico, uma das muitas conclusões que me vieram é de que esses sonhos valem a pena! Quem mais se atreve a sonhar também?

10 comentários:

Anitha disse...

Sabe que adorei sua arte abstrata?
É um jardim de sonhos eu diria...
Nem parece coisa de principiante,viu!
Já vi que meus coraçõeszinhos vão ficar no chinelo hahahaha
Mas quem sabe?
O que faz a arte são as leves pinceladas de sonho...
Acho que me atrevo a sonhar junto ! :D
Abraços...

Critical Watcher disse...

Me chamastes a atenção. Duas qualidades excepcionais. Pintura e escrita. Parabéns!

Critical Watcher disse...

Ah, me atrevo a sonhar também!
;)

Clasa disse...

Nossa... além de escrever bem, vc faz pinturas lindas...
Poderia sentir uma pitada de inveja...rs...mas surpreendo-me com adimiração... e que siga assim... abençoado com talentos!

Critical Watcher disse...

Espero novas postagens!
Abraço...

Alê disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alê disse...

Belas obras!
Eu adoro pintura; é uma manifestação maravilhosa da alma e da arte.
Beijos*

yara b . disse...

eu!

e meu sonho é colorido. assim como tuas pinturas.

Pintando Paraty ® disse...

Me atrevo a ir além....
E por diversas vezes viver em sonho...
Porque viver também vale a pena!
E é assim qd leio tuas palavras...
Vivo e sonho!
Vivo em sonho!
E vale a pena!

Claudia disse...

Ah, sim, deu para perceber que eram flores, mas a minha imaginação bastane fértil imaginou animais (talvez onças - as flores) se camuflando e uma floresta pegando fogo pelas cores amarelo, vermelho...
Enfim.
Viva a arte, e sim, sonhos. Vários deles.